Blogue

Últimas sobre Web, Design e Código

Maximize o seu Potential e Crie a sua Sorte

Em “Maximize your potential: Grow your expertise, take bold risks & build an incredible career”, a editora da 99U Jocelyn Glei reune reflexões de 21 criativos e célebres empreendedores. Estas perspectivas estão focadas em quatro áreas : identificar e criar oportunidades , cultivar a mestria ao longo do tempo, a construção de relações colaborativas e aprender a assumir riscos.

Apesar de alguns clichês e lugares comuns de auto-ajuda, cada um dos capítulos dedicados às quatro questões-chave referidas, tem alguns princípios relevantes e sugestões prestável para aqueles que sentem a necessidade de serem criativos e ativos na sua ” busca de algo maior “. Eu tentei colocar o meu ego e preconceitos de lado e fui surpreendida por questões práticas que me poderão trazer mudanças bastante radicais e positivas.

Na introdução, Scott Belsky ( o fundador da Behance ) , fala-nos sobre a possibilidade que temos atualmente para tornar o vasto conhecimento coletivo da Internet (tecnologia de código aberto, Wikipedia, Quora , comunidades abertas para designers , desenvolvedores e pensadores) o nosso arsenal pessoal. Por outro lado,  lembra-nos da possibilidade de contribuirmos para os mesmos recursos abertos com uma mentalidade de “pagar adiantadamente”. Este poderá mesmo ser o nosso objetivo final, ao maximizar nosso potencial: “não criarmos apenas para nós mesmos , mas queremos ter um impacto real e duradouro no mundo ao nosso redor “.
Ben Casnocha cita Muhammad Yunus, o Prêmio Nobel da Paz e pioneiro em microfinança, que diz: ” Todos os seres humanos são empreendedores. Quando estávamos nas cavernas , todos eramos trabalhadores por conta própria … tinhamos de providenciar os nossos próprios alimentos para subsistir. E é aí que a história humana começou. Á medida que a civilização surgiu, suprimimos isto. Transformámos isto em “trabalho”, porque nos rotularam , ‘Vocês são trabalhadores’. Nós esquecemo-nos de que somos empreendedores. ”

CRIE AS SUAS OPORTUNIDADES

Pergunte-se a si próprio :
“Que problema estou a resolver ? O que é que quero criar? O que é que quero mudar?”;
“De que forma eu estou melhor e diferente das outras pessoas que fazem um trabalho semelhante ?”.

Tornar-se o CEO da sua própria carreira não é fácil e exige uma mentalidade particular e um conjunto específico de habilidades. Para adquirir as habilidades , Belsky destaca que se busque os seguinte:
1 . FOCO NO DESENVOLVIMENTO DE UMA VANTAGEM COMPETITIVA
Seguir a sua paixão não é suficiente para fazer a sua própria sorte. A paixão não é uma profissão , é uma forma de trabalhar. Para alcançar um estilo de vida (e um trabaho) que você adore, comece a cultivar habilidades raras e valiosas que irão distingui-la(o) dos demais.
2 . O PLANO DE ADAPTAR O SEU PLANO
Planeie de forma flexível , e esteja pronto para um volte-face na sua carreira , se necessário. Tenha sempre um plano A , B, e até um Z no bolso de trás.
3 . CONSTRUIA RELAÇÕES COLABORATIVAS
Cultive o seu “quociente de sorte “, ficando aberta(o) e alerta. Um encontro casual num café pode levá-lo até ao seu primeiro parceiro de negócios, um amigo de um amigo pode apresentar-lhe um mentor, que muda sua vida , um comentário que publicou num blog acaba por abrir-lhe uma oportunidade para escrever.
Crie o hábito de ajudar as pessoas sempre que puder. Todos nós podemos ter certeza de que vamos precisar de ajuda nalgum momento no futuro.
4 . DESENVOLVA CRITICAMENTE UMA MISSÃO
Pense no seu trabalho e que caminho está a seguir, em termos de uma missão maior. Um cargo é um objectivo fechado, mas uma missão pode crescer consigo.
5 . TRABALHE COM INTENÇÃO
Calibre a sua carreira para o máximo impacto , trabalhando na interseção das suas verdadeiras habilidades, interesses e oportunidades.

A respeito de cultivar a nossa mestria, Scott H. Young fala n’”a criação de um ritual pessoal para um treino deliberado” .
“É irreal para a maioria de nós deixar de lado de quatro horas e meia ininterruptas por dia para fazer qualquer coisa. Supondo que assim é, considere começar com um treino reduzido. Qual é a habilidade que você mais deseja desenvolver? Tenha em mente que vai ser infinitamente mais motivador se for algo para o qual você se sente profundamente atraído .
Em seguida, reserve um período ininterrupto de, digamos, 60 minutos por dia de trabalho para desenvolver a habilidade que tiver escolhido, de preferência logo no início da manhã. Á medida que a capacidade em que se focou se for tornando cada vez mais forte, adicione 15 minutos , e depois mais 15 minutos , até chegar a noventa.
Considere a construção de uma prática semelhante , no sentido inverso, em torno de sono. Se neste momento estiver a dormir um máximo de sete horas, mas precisa de cerca de mais 2,5% para se sentir repousado – experimente ir sempre dormir meia hora mais cedo na semana a seguir. Monitorize o resultado, observando como se sente. Se sentir benefícios, adicione 15 minutos na segunda semana , e 15 minutos mais no terceira.
A média é um estado constante, sem altos e baixos . Infelizmente, a média não é muito gratificante. A mestria reside em obrigar-se persistentemente a avançar além de sua zona de conforto e, ao mesmo tempo, aprender a  revigorar-se e a cuidar profundamente de si. Provoque estas ondas rítmicas e não só se tornará melhor naquilo em que se estiver a aperfeiçoar, mas irá também sentir-se mais no controle de sua vida. ”

O PRINCÍPIO DA CONSISTÊNCIA
Consistência significa que você tenta estabelecer um hábito, fazendo algo da mesma maneira de cada vez.
Imagine que dedica 35 minutos seguidos e diáriamente a uma habilidade difícil que está a tentar melhorar. Este comportamento é muito consistente. Realiza-se nos mesmos dias , nas mesmas condições , exatamente da mesma forma. Não demorará muito para que a sua prática rotineira após o trabalho se torne uma parte automática do seu dia.
Com foco e consistência, é possível mudar os hábitos. Ao mudar de hábitos, uma pessoa está a reprogramar os comportamentos que a controlam a maior parte da sua vida e, finalmente, a determinar o seu sucesso .

MANTER UM DIÁRIO PARA CATALISAR CRIATIVIDADE
Este tornou-se o meu projeto mais produtivo, mas também o mais difícil. Mas é objetivamente uma ótima maneira de:

  • transformar idéias isoladas ou pasageiras em pensamentos ou idéias permanentes e potencialmente poderosos ;
  • manter objectivos;
  • capturar com precisão os momentos , distinguir entre a experiência e a memória através de uma distância saudável;
  • identificar padrões emergentes;
  • tornarmo-nos mais conscientes do nosso próprio progresso.

Teresa Amabile , Steven Kramer & Ela Ben- Ur -nos recomendam-nos que comecemos aos poucos: “Em vez de se prometer fazê-lo para o resto de sua vida, é melhor fazer um compromisso de escrever no seu diário todos os dias por apenas um mês. ( … ) Escolha um momento em que seja provável ter dez minutos para si. Idealmente , isso manterá o mesmo horário e local dia-a-dia, ajudando a construir o hábito e despoletando um gatilho de memória, de modo a que não se esqueça. ”

A OBSERVAÇÃO DIÁRIA IMPULSIONA O PROGRESSO
Acompanhe o seu progresso através do diário por alguns minutos todos os dias. A prática irá ajudá -lo a identificar obstáculos , observar padrões , e documentar sucessos.

CULTIVAR RELAÇÕES
A recomendação de Mark McGuinness sobre esta questão é “aprimorar as suas habilidades de comunicação tão intensamente quanto o seu ofício”. O desafio que ele lança é o de “aprender a escrever clara e-mails e redacções convincentes; fazer apresentações persuasivas, conduzir e tornar uma reunião produtiva e, por fim , para tornar as conversas “difíceis”, mais tranquilas.

A mudança de atitude que ele acredita ser eficaz é baseia-se numa escuta humilde. Colocando estas questões pertinentes:

  • “No seu local de trabalho é típico acrescentar idéias às idéias de outros (” Sim, e … ” ), ou bloqueá-las (” Sim, mas ” ) tentando substituí-las pelas suas próprias idéias?”;
  • “Quando alguém propõe uma idéia nova, o seu instinto é aceitá-la e procurar formas de a desenvolver , ou criticá-la e desfazê-la em pedaços?”;
  • “Quando participa de um projeto que outros começaram, procura formas de desenvolver a sua fundação , ou você  fica tentado a começar do zero ? “,

McGuiness incita-nos a colocar 0 TRABALHO em primeiro lugar e o EGO em  segundo.
Dando o exemplo da capela de Chartres, sobre a qual se desconhece que teria sido o seu “arquiteto”, sabe-se, de acordo com  James, que os seus construtores reconheciam a “assinatura” de cada um dos seus pares, através dos detalhes distintivos que cada um produzia sobre a pedra. Este reconhecimento pelos pares—além do salário e orgulho no seu trabalho seria o suficiente.

Foi durante o Renascimento que os visionários foram elevados e colocados em pedestais, enquanto que os artesãos foram relegados à condição de trabalho assalariado. Artistas e designers começaram a ser reverenciados como génios divinos. Os seus nomes tornaram-se marcas, definindo altos preços. Começaram a assinar as suas obras. E começamos a aprender os nomes dos “arquitetos “.
Não seja orgulhoso demais para ouvir os outros. Pergunte um monte de perguntas e preste atenção às respostas, não por educação, mas por respeito à experiência e conhecimentos que pode adquirir muito mais junto com outros do que sozinho. Dê crédito e louvor pelas contribuições de quem o ajuda a aprender. ”

NÃO VÁ SOZINHO
Procure colegas e colaboradores viajantes de confiança a quem você pode pedir ajuda, que lhe dirá a verdade, e que irá responsabilizá-lo .
CRIE CONTRACTOS SOCIAIS
Antecipe o que pode correr mal numa relação criativa. Assim, quando surgir um conflito, terá já criado um espaço confortável para falar sobre isso.
CONFIE NA GENEROSIDADE
Concentre-se em como pode ajudar os outros, e ligações duradouras virão. O verdadeiro espírito do trabalho em rede deve ser a generosidade, não a obrigação .
PEDI E RECEBEREIS
Perguntar precede sempre a ligação, e se fizer isso regularmente, a sua rede irá prosperar . Crie o hábito semanal de chegar às pessoas a quem você admira.
POLINIZAÇÃO CRUZADA GERA CRIATIVIDADE
Tente estabelecer redes criativas que incluam tanto os colaboradores veteranos como os novatos. Diversidade ( na dosagem certa) acelera o seu potencial criativo.
AJA COMO UM CONSTRUTOR GENIAL E NÃO O GÉNIO DA CONSTRUÇÃO.
Junte as suas idéias e habilidades e—improvise com—as idéias e habilidades dos outros. Se você proporcionar a oportunidade de toda a gente brilhar na sua área de atuação, os seus projetos vão prosperar.
IMG_0627[2]

Sobre a forma como a abraçar o fracasso e tomar mais (e mais inteligentes ) riscos , este precioso princípio é-nos apresentado: TOME ACÇÃO PARA EVITAR O ARREPENDIMENTO.  Tema mais o medo de agir do que o fracasso, em si. Os maiores arrependimentos da maioria das pessoas são as oportunidades que eles não aproveitaram e não as acções que tomaram.

De acordo com Michael Schwalbe, pesquisadores reuniram uma série de evidências que demonstram uma correlação entre o medo do fracasso e a probabilidade do próprio fracasso. Ele menciona que num estudo recentemente conduzido por uma equipa de neurocientistas do Caltech se descobriu que quando competem num jogo de computador de alto risco, os participantes tiveram um pior desempenho quanto mais eles estavam preocupados em perder .
Ele acredita que nós subestimamos nossa capacidade de resiliência (quando se consideramos um risco , raramente acreditamos que iremos lidar bem com um resultado decepcionante ); temos a tendência de sobrevalorizar o fracasso em si, ignorando todos os outros detalhes episódicos da vida diária que nos ajudam a seguir em frente e a sentirmo-nos melhor e sobrevalorizamos também a possibilidade dos outros nos avaliarem negativamente (achamos que os outros se vão concentrar imenso nas nossas deficiências, e deixamos de considerar a influência de outros fatores periféricos chave, tais como memórias positivas dessas pessoas, de interações passadas ou de como as mesmas poderão estar muito mais absorvidas pelos seus próprios mundos ).

Fonte: Glei, Jocelyn K. “Maximize Your Potential: Grow Your Expertise, Take Bold Risks & Build an Incredible Career (The 99U Book Series).” Amazon Publishing, 2013-09-24T00:00:00+00:00. iBooks.

Twitter LinkedIn Google+ Facebook